Pesquisa apresentada em evento SBGG ATUAÇÃO DA TERAPIA FLORAL (TF) NO CUIDADOR FAMILIAR DA PESSOA COM DEMÊNCIA DE ALZHEIMER (DA)

Pesquisa apresentada em evento SBGG ATUAÇÃO DA TERAPIA FLORAL (TF) NO CUIDADOR FAMILIAR DA PESSOA COM DEMÊNCIA DE ALZHEIMER (DA)


trabalho de pesquisa realizada na ASSOCIAÇÃO Brasileira de Alzheimer referente ao uso da terapia com essências florais como pratica complementar a saúde dentro do contexto da demência de Alzheimer.

 

Trabalho de pesquisa apresentado na Jornada da Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia realizada no Hospital Português em Recife, 2013.

 

ATUAÇÃO DA TERAPIA FLORAL (TF) NO CUIDADOR FAMILIAR DA PESSOA COM DEMÊNCIA DE ALZHEIMER (DA)

ROSANGELA VECCHI BITTAR 1, ROSANGELA VECCHI BITTAR 1
1 ABRAz - ASSOCIAÇÃO BRASILERIA DE ALZHEIMER
rosangela.bittar@globo.com

Introdução
A incidência de casos de Demência de Alzheimer tem crescido a medida que a população mundial envelhece. O Alzheimer afeta ao paciente e toda família, é uma doença que se caracteriza por dependência do paciente de terceiros, onde o indivíduo com DA apresenta alterações de afetividade, déficit de memória recente, déficits cognitivos que afetam a orientação, linguagem, memória, raciocínio, julgamento e atividades do cotidiano. O diagnóstico traz uma realidade contundente que implica em muitas perdas envolvendo a autonomia do corpo e o afastamento do eu do indivíduo. Com isso, o cuidado dispensado com o idoso torna-se muito complexo. A família obriga-se a reajustar seus papéis para facilitar o enfrentamento da situação específica no âmbito doméstico. A proposta da Terapia com Essências Florais é tratar os estados mental e emocional de cada indivíduo, de forma suave, gentil promovendo e catalisando mudanças positivas.

Objetivo
Investigar e avaliar os benefícios do uso da Terapia Floral no combate a sobrecarga emocional/stress do cuidador/familiar.
 

Desenho do Estudo:

Estudo de casos.


Métodos
Estudo qualitativo, do tipo descritivo com acompanhamento individual em consultório e nos grupos de apoio do uso das essências florais

Resultados
Os resultados positivos foram observados na fisionomia dos participantes, no gestual, na forma de se expressar verbalmente, na melhoria da qualidade do sono, na aceitação dos aspectos negativos do adoecimento, na questão emocional do medo, cansaço físico e mental, irritação, autoestima, apego. Relatos no aspecto físico: de melhora de sinais e sintomas referente a somatização na pressão arterial, problemas gástricos e dores musculares.

Discussão
Como conviver com uma doença que afeta tanto o núcleo familiar? O emocional fica comprometido trazendo inquietações e abalos. A Terapia Floral é uma prática não medicamentosa, natural que não traz efeito colateral podendo ser tomada junto a medicamentos. É necessário cuidar do cuidador para que na tarefa do cuidado ele tem forças de enfrentamento com tranquilidade e clareza mental.

Conclusão
A Terapia com Essências Florais (TF) proporciona a possibilidade de mobilizar e transformar emoções, pensamentos, comportamentos e o stress pelo qual passa o cuidador assegurando tranquilidade para conviver com a doença. 

 Dados Adicionais
ID: 24-1
Área: Gerontologia
Palavras-chave: ALZHEIMER, TERAPIA FLORAL, SOBRECARGA CUIDADOR, ALIVIO, ESSÊNCIAS FLORAIS